Prefeitura de São Mateus - Norte do Espírito Santo


AMEAÇA DO ÓLEO: PLANO DE AÇÃO EMERGENCIAL MOBILIZA SECRETARIAS E ENTIDADES DE SÃO MATEUS

  • A expectativa é que a mancha de óleo não chegue ao litoral do Espírito Santo. Mas caso isso aconteça, o Município de São Mateus quer estar preparado para diminuir ao máximo o impacto. Para isso a Prefeitura criou o Plano de Ação Emergencial (PAE), que define e ordena ações a serem tomadas. O PAE envolve o Executivo Municipal, que mobilizou todas as suas Secretarias, órgãos estaduais, sociedade civil, entidades organizadas e ongs.

  • Estão sendo feitas parcerias com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA), Instituto Estadual de Meio Ambiente (IEMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Projeto Comunidade Participativa, entre outras entidades - cada uma com suas atribuições, que incluem capacitação para lidar com o óleo, caso ele chegue, aquisição de materiais como equipamentos de proteção individual (EPI), locação de máquinas, ferramentas e insumos (água mineral, protetor solar, combustível, lanches).

  • “O prefeito determinou atenção total. Ele montou essa Força Tarefa para garantir que os pescadores não sejam prejudicados, que os comerciantes que esperam tanto o verão não sejam prejudicados, que o turista se sinta seguro e venha curtir Guriri e a nossa região” – enfatizou o secretário de Meio Ambiente de São Mateus, Ricardo Louzada, lembrando que o Município já recebeu doações de tambores, sacos plásticos, baldes e vasilhames para transporte e armazenamento do óleo.

  • CAPACITAÇÃO
  • Recentemente houve a primeira capacitação das equipes envolvidas. Caso o óleo chegue ao litoral mateense, destacou Ricardo, os primeiros procedimentos serão o recolhimento seguro (com EPI) e armazenamento em tambores lacrados até que o IEMA autorize o transporte para a destinação final.